sábado, 12 de abril de 2008

« ENLUARADA »

Sylvia Cohin

Teu mágico fascínio me cativa,
exerce uma atração que me entontece;
se passo a passo, lua, eu pudesse
como outros astros, andar à deriva...

O halo de tua face transitiva,
sou eu, poeira, quem de noite tece
e acende estrelas quando a luz fenece
no rosto escuro de tua quadra esquiva...

Na concha de teus braços desfaleço
enquanto em novos sonhos me arremesso
até que a madrugada explode em luz...

Oculta-se o mistério sob a aurora
mas volta então a noite e nos devora
e o Cosmos, impassível, nos conduz...

SYLVIA COHIN

Marcadores: , , ,

2 Comments:

Blogger Ana Maria said...

Numa noite enluarada, eu estava navegando. Encontrei uma chave;,
com poucos movimentos, achei a
Chave da Poesia. Acessei e pude ver
esse mundo belo!
Volto mais vezes para apreciar.
Abraços!!

25 de abr de 2008 11:14:00  
Anonymous Anônimo said...

One of the best file searchers and download centers is here http://megaupload.name/
Find al the necessary information there!

27 de jul de 2008 05:57:00  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home