sexta-feira, 17 de fevereiro de 2006

Tão Longe...


Tão longe
onde os ventos cantam
num rincão distante
onde as sombras se encantam
em profunda imensidão
de mundos insondáveis
descansarei meu coração
mudo e cansado
na cidade encantada
onde os silêncios moram...
Não levarei suspiros de saudade
tampouco os dias da minha mocidade
não terei malas
nem tralhas na bagagem
ou qualquer outra coisa
que amealhei ou desfrutei
durante a viagem
Levarei, sim,
o labor do que construí
o amor que distribui
o pão que porventura reparti
Levarei amizades
alguns quinhões de solidariedade
um misto de bonança e felicidade
Deixarei retalhos
do que ficou inacabado
alguns projetos perdidos no passado
a chama acesa a consumir
alguma coisa que restou
dos dias que vivi
alumiando a certeza e a esperança
dos dias que hão de vir

Emilia Possidio
Fortaleza, 14.05.2004/ 15:00h

http://www.cochilandonasestrelas.com

1 Comments:

Anonymous Emy said...

Mas adorei a imagem do meu "Tão Longe" rsrsr Vou abrir minhas asas de infititoooo e vou adentrar o disco amarelo e ouvir a música do Sol...deve ser quente e calorosa!!!!! Vou deixar que ela aqueça minha alma!!!!!rsrsrsrsr

17 de fev de 2006 22:51:00  

Postar um comentário

<< Home