segunda-feira, 1 de janeiro de 2007

« APELO A 2007 »

Fernando Peixoto & Sylvia Cohin

Somos feitos por Dias, Meses, Anos,
num percurso ignoto mas constante,
repleto de certezas e de enganos,
vencidos num Passado, já distante,
esperanças que agora semeamos
e nos vão testando, a cada instante.

Somos - do Tempo - a parte resultante,
Memória acumulada e sensitiva,
na trilha do Anseio inquietante,
buscando, como Planta Rediviva,
a Chuva do Deserto... tão mutante,
que Dessedenta o corpo, e a alma Aviva.

Que somos, afinal? A parte activa
que dia a dia vira o calendário.
Parcela de Utopia sempre viva,
sem tempo pra parar e sem horário,
Tempo nosso que ao Tempo não se esquiva
e escreve no Futuro o seu Diário.

Somos quem vai reinventar a ordem,
viver o Futuro antes do Passado...
antes que o Tempo e a Utopia acordem...
Seja o Presente o rumo desejado
e se esqueça do Ontem a desordem
pra que o Sonho caminhe ao nosso lado.

FERNANDO PEIXOTO & SYLVIA COHIN
01 de Janeiro de 2007

10 Comments:

Anonymous Vera Mussi said...

"Somos quem vai reinventar a ordem,
viver o Futuro antes do Passado...
antes que o Tempo e a Utopia acordem...
Seja o Presente o rumo desejado
e se esqueça do Ontem a desordem
pra que o Sonho caminhe ao nosso lado."

Poetas Amigos,
Vocês conseguiram "plantar" a mais linda POESIA, muita filosofia, com tal SEMENTE FÉRTIL DE UM SONHO PRESENTE, CAPAZ DE REALIZAR O MILAGRE DESSA PLANTA REDIVIVA E AMOROSA enfrentando o Tempo ... até a Utopia!
NUNCA HAVERÁ PASSADO, mas somente RECORDAÇÕES NOS CORAÇÕES que vivem no FUTURO preparado pelas
próprias mãos!
O DUO é mensageiro da Paz , do amor e muita prosperidade!
Um legítimo apelo à sobrevivência FELIZ!
Meus queridos amigos Sylvia e Fernando, a vocês, a minha grande afeição!
Beijos. Vera

1 de jan de 2007 17:26:00  
Blogger Velutha said...

"Seja o Presente o rumo desejado
e se esqueça do Ontem a desordem
pra que o Sonho caminhe ao nosso lado."

Um poema lindíssimo.Um apelo à construção de um mundo mais equilibrado, mais justo,mais solidário a partir do dia de Ano novo. Esqueçamos o passado sem ordem, sem rumo, sem justiça...
Sonhemos pois com um mundo diferente, aquele que há muito desejamos, aquele de que tantos falam e pelo qual tão poucos lutam.
Um abraço apertado amigos.
Velutha

1 de jan de 2007 18:38:00  
Anonymous Lêda Yara said...

Queridos Syl e Fernando,

Ainda que geograficamente distantes, sinto-os pertinho de mim, notadamente, quando me vejo contemplada com uma jóia do pensamento como este poema.
Após a leitura deste texto, é impossível que alguém não pare um instante e sinta a necessidade de se reinventar, de reescrever, de redecidir a sua história.
Obrigada, Amigos.
Feliz 2007!

Carinhosamente,
Lêda Yara

1 de jan de 2007 20:01:00  
Blogger AS said...

"Seja o Presente o rumo desejado
e se esqueça do Ontem a desordem
pra que o Sonho caminhe ao nosso lado."

Quem não caminha ao lado so sonho, depressa mais sentirá a dificuldade do caminho!...

Abraço-vos com amizade e engrandecido por ter o previlégio de ler a vossa poesia sempre oportuna, atenta e superior!

Albino Santos

2 de jan de 2007 11:33:00  
Blogger Silêncios said...

Sim, tomara que 2007 seja tudo o que disseram...e mais ainda!
Um bom ano para voces

2 de jan de 2007 12:52:00  
Blogger lena said...

caminhei até aqui pela Poesia, encontrei a chave

neste apelo a 2007, Poetas Fernando Peixoto & Sylvia Cohin, entrei no caminho do tempo, o caminho dos sonhos que dia a dia caminha ao meu lado

um prazer enorme de ler boa poesia, senti-la numa grandeza sem igual

um excelente poema que percorri neste virar do calendário

li vários poemas aqui partilhados e voltarei para continuar, alguns são de poetas que admiro e me mostram em cada verso as cores do mistérios das palavras

fica um abraço meu carregado de admiração e carinho por este cantinho onde a palavra chave se chama Poesia

lena

2 de jan de 2007 14:50:00  
Anonymous Emy said...

Syl e Fernando,
Começar 2007 com tamanho APELO é privilégio...
Junto com vocês, em cada verso deste Apelo, vou juntando pedacinhos do tempo, do minuto presente, guardando o passado nas lembrança e reinventando uma nova forma de viver, de sentir, de amar...
Para vocês, principalmente, e para todos nós que inventamos de fazer poesia, bricamos com ela e com ela temos a oportunidade do sonho...mais um apelo:Feliz 2007!

3 de jan de 2007 10:56:00  
Anonymous Rosa Peixoto Teixeira said...

Chers Fernando e Syl
J'etais en retard dans votre actualisation,mais je me suis ratrapé.Je peux vous affirmer que vous ataquez l'anné en trompe avec ces vers.Que tous vos souhaits pour cette anné se réalisent,et composez-nous encore beaucoup,beaucoup de merveilleux poêmes et vers comme vous le faites dejá,pour le plaisir de nos yeux et de notre coeur.Avec toute mon amitié et toute mon admiration.
Bisous Rosa

3 de jan de 2007 18:04:00  
Blogger blugaridades said...

Um excelente poema!Que o mundo tome o rumo desejado!
Beijinhos

7 de jan de 2007 18:51:00  
Blogger Velutha said...

Relendo este belo poema de Ano Novo, aproveio para deixar um beijinho e desejar que o Novo Ano vos esteja a trazer novos projectos, muita saúde e alegria.

16 de jan de 2007 04:54:00  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home