sábado, 30 de junho de 2007


« AMAR »

(Diálogo Olímpico)

" clio "
amar desenha n´alma a tatuagem
que não se apaga, inda que esmaeça,
inda que o tempo arranhe na passagem,
permanece, sem que a alma esqueça!

" eros "
amar é sobretudo essa ciência
que não integra nenhum dos manuais
é como equação da existência
ou sonho dividido em radicais

" clio "
amar é pólen fecundando o ar,
semente fértil que se reproduz
é primavera prenha a voar
gestando Vida num parto de luz

" eros "
é código indecifrável e complexo
biologia de toques animais
é a certeza de que o próprio nexo
vem dos instintos mais irracionais

" clio "
o amar governa acima dos sentidos
regido por anseios inconfessos...
liberta os desejos omitidos
santificado até por seus excessos!

" eros "
é onírica viagem partilhada
por tangentes que se tocam, tão iguais
que se tornam em curva prolongada
e se fundem em sonhos divinais

SYLVIA COHIN & FERNANDO PEIXOTO



8 Comments:

Anonymous Anônimo said...

Olá meus queridos Amigos, bom dia.
Que honra ser a primeira!
E que posso eu dizer que não seja o mesmo de sempre?
Está uma MARAVILHA!!!
Juntos, são realmente OLÍMPICOS!!!
Um beijo de todas as cores e votos dum bom Domingo.

Maria Mamede

1 de jul de 2007 04:36:00  
Blogger Henrique said...

Boa Tarde minha querida amiga Syl
Hoje resolvi-me por comentar um belo poema, feito a duo pouco importa.
É maravilhoso o contraste entre o racional e o positivo.
Identifico-me mais com CLIO, apesar que reconheça no racional EROS algumas razões.
Mas depois de ler e reler mantenho a minha primeira opinião. Prefiro que a alma não esqueça e governar acima dos sentidos, libertando os desejos omitidos.
Henrique

1 de jul de 2007 11:35:00  
Anonymous Rosa Peixoto said...

Chers Syl et Fernando
Que dire de devant ce dialogue si merveilleux?
Votre duo est super extraordinaire,vous nous transportez au séptième ciel avec vos compositions de mots,si bien cordonées...
Bravo.
Gros bisous à vous deux...Rosa

1 de jul de 2007 17:53:00  
Blogger A.S. said...

Um dueto de poetas insuperávéis!...
O vosso talento e criatividade são verdadeiramente fascinantes!
As palavras parece saberem ocupar previamente os seus lugares!...


Deixo-vos um abraço de amizade

Albino Santos

5 de jul de 2007 18:19:00  
Anonymous POESIS said...

Belissimo!

Dupla, uno múltiplo, fenómeno cósmico por excelência.

6 de jul de 2007 07:09:00  
Anonymous Rosa Maria said...

Amar...é tudo isso...E tantas coisas mais...
Fica um beijo

11 de jul de 2007 08:59:00  
Blogger Poemas e Cotidiano said...

Nossssaaaa Sylvia e Fernando...esta simplesmente maravilhosa essa poesia. Eh de ler, reler e "triler". Magnifica!
Quanta inspiracao...Parabens aos dois e um grande beijo.
Vou linkar o blog de voces ao meu
assim virei sempre visita-los.
(e posso trazer empadinhas - risos).
Beijos
MARY

19 de jul de 2007 17:06:00  
Anonymous Cleide Canton said...

Sylvia e Fernando
Não acredito que deixei passar uma das mais belas composições que já li. É preciso muita inspiração, muito conhecimento e, sobretudo, muita arte para se conseguir este resultado de primeiríssima grandeza. Amei, amei...Beijos cheinhos de admiração. Cleide

23 de jul de 2007 18:48:00  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home