sábado, 23 de junho de 2007

« Na Noite de São João »

Fernando Peixoto & Sylvia Cohin

Na noite de SãoJoão
contigo fico mais rico:
ganhei o teu coração,
ganhaste o meu mangerico.


Na noite de São João
estavas por todo lado.
Eras a luz de um balão
no céu de fogo estrelado.


Salta a fogueira, não caias,
e aquilo que mais te rogo
é que não pegues às saias
o calor de tanto fogo.


A fogueira que me queima
qual suão nos meus cabelos,
voga o Douro nessa teima
do vai-e-vem dos rabelos...


E de manhã, já cansada
dizes num soluço: « eu morro! ».
Depois de tanta « porrada »
Já quebraste o alho-porro.


Teu nome em cada balão
encheu o céu de saudade
refletida aqui no chão,
no braseiro qu´inda arde...


Fomos ambos nesta festa
no meio da multidão.
Pela manhã só nos resta
dormir na praia... ou no chão!


Vou dormir de qualquer jeito
p´ra sonhar a noite inteira!
No aconchego do teu peito
feito brasa na fogueira...


Restam cinzas? É verdade.
Mas continua o calor...
E se o corpo já não arde
mantém-se em chamas o amor.


Nosso amor é como o lume
que requenta o coração...
Deixa morto de ciúme,
o fogo do São João...


Fernando Peixoto & Sylvia Cohin
Junho de 2007

Marcadores: ,

5 Comments:

Anonymous Vera said...

Queridos amigos , Fernando e Sylvia .
Que encanto e alegria eu senti nessa Festa de São João ...
Haja coração !
Esse amor confessado nas rimas entrelaçadas , arde no calor da fogueira dos sublimes neurônios poéticos , nesses versos históricos !
Parabéns pela inspiração deliciosa ...
Beijos
Vera

23 de jun de 2007 16:21:00  
Blogger A.S. said...

Na rusga, ricos e pobres,
Todos seguem juntamente
Não há plebeus nem nobres
No S. João tudo é gente!



Deixo-vos o meu abraço... e cuidado com as marteladas!...

23 de jun de 2007 20:31:00  
Anonymous Rosa Peixoto said...

Queridos Syl e Fernando.
Mais uma vez vcs se superam neste magnifico dueto dedicado ao amor e á noite de S.João.
Ao ler este dueto vcs me deram a nostalgia do tempo em que ia com meus avós festejar o S.João com
os martelos e os alhos porros e o majerico que cheira tão bem.
Parabéns por vossa dedicatória a esta famosa noite de S.João,noite de festa e noite dos amores...
Beijos...Rosa

23 de jun de 2007 21:25:00  
Anonymous Anônimo said...

Como sempre, meus queridos Amigos, UMA BELEZA!!!
E nem são precisas palavras para dizer da beleza do Amor nem da composição poética.

Beijos da

Maria Mamede

24 de jun de 2007 04:15:00  
Anonymous POESIS said...

Do POESIS: UM abraço e Viva o S. JOão, Portuense Nortenho.

Gozar e Foliar.

Um poema a mote, o mote para uma boa poesia.

24 de jun de 2007 18:57:00  

Postar um comentário

<< Home