domingo, 26 de agosto de 2007




DUETO: «Soneto a Clio»



Fernando Peixoto

Não peças à razão pra me suster
Nesta fome ansiosa de abraçar-te,
E não penses que posso imaginar-te
Um só dia que seja sem te ter.

Que eu bem queria, Amor, ter o poder
De, ao menos por instantes, olvidar-te
E não ter, como tenho, de beijar-te
Para ter a certeza de viver.

É tão forte este amor, que me detenho
Acusando Cupido da maldade
De me apanhar assim, desprevenido.

Já não sei se te perco ou se te tenho,
Se és apenas mulher ou divindade,
Ou um sonho de amor enlouquecido.

*****************


«Soneto a Eros»



Sylvia Cohin

Diz-me, Amor, se a razão encontra espaço,
Ardendo como fogo lentamente...
Se existe impedimento que sustente,
A ânsia de acolher-te num abraço...

Quisera estar contigo em meu regaço
No afago de ternura que alimente
A sede de viver, em ti, premente
E em água no deserto, me desfaço...

Benditas são as artes do Cupido
Na flecha envenenada pelo Amor,
atingindo tua Musa plenamente.

Faz-se Vida o Mito bem concebido
Que o Olimpo cultiva com lavor,
E nos brinda c'os frutos da semente...

FERNANDO PEIXOTO & SYLVIA COHIN

14 Comments:

Blogger Sophiamar said...

Leio e releio os vossos poemas com um gosto muito especial. Decifrá-lo é difícil como díficil é separar o sujeito poético dos seus autores. Só quem muito ama e é amado pode transferir para a poesia tanto de si, tanto do amor que partilha com o outro que é a sua metade. Gostei muito! Muito!
Passarei regularmente. Parabéns!

27 de ago de 2007 06:10:00  
Anonymous Anônimo said...

Poeta!!!!!!!!!
Haja coração!!!!!!
Assim nem o Olimpo aguenta!
Parabéns

27 de ago de 2007 10:54:00  
Blogger Filipe said...

O amor é o que sustenta a nossa vida...é o navio que navega neste mar calmo e por vezes tempestuoso...
Parabens

27 de ago de 2007 18:25:00  
Anonymous Emy said...

Esse dueto é explendoroso. Somente o amor em duo é capaz de alcançá-lo.

27 de ago de 2007 19:56:00  
Blogger Lêda said...

Queridos Syl e Fernando:

Clio e Eros. Essa cumplicidade sutil, essa compreensão em profundidade, esse amor com sabor de fruto sazonado... Vocês dois sempre me encantam.

Carinho grande, amigos!
Lêda Yara

27 de ago de 2007 22:25:00  
Blogger Jograis e Trovadores said...

Tal como ontem, hoje e sempre, será assim o amor.
Beijinhos

28 de ago de 2007 22:09:00  
Anonymous andr2 said...

Voar na solidão
Apenas atrai sombras
Voaremos antes juntos
Onde a tua luz ilumina o céu
E o nosso amor
A inveja do Olimpo.

31 de ago de 2007 11:19:00  
Blogger Sophiamar said...

Passei para reler. Já o fiz por, várias vezes, no silêncio porque aqui encontro a boa poesia,aquela que faz parte do oxigénio que respiro. Obrigada, Poetas, por vos ter encontrado e por me terdes deixado partilhar convosco um momento tão belo.
Para ambos, deixo beijinhos

31 de ago de 2007 14:40:00  
Anonymous Poesis said...

Certeiro cupido na chama de eros transforma a poesia é éterea valsa, uma chama digna e só ao alcance de poetas de eleição, com sinceridade!

4 de set de 2007 11:04:00  
Blogger A.S. said...

Regressado de férias deixo-me encantar pelas palavras e navegar nas ondas do vosso talento...

Deixo-vos o meu abraço sempre amigo!

Albino Santos

6 de set de 2007 20:11:00  
Blogger Rose said...

Para minha alma apaixonada e sempre romântica esta cumplicidade poética de vocês dois é encanto, magia, sonho....

simplesmente perfeito...

abraços

19 de set de 2007 14:49:00  
Blogger Sophiamar said...

Passei, reli com prazer e pergunto: para quando outro poema? Gosto da boa poesia e vós sabeis fazê-la na perfeição. Porque assim estais na vida.
Beijinhos, amigos poetas.

21 de set de 2007 13:46:00  
Blogger Dilma Damasceno said...

Convite para visitar a Página de Poesia "Janela da Minha Rua". Visite-me e deixe o seu precioso comentário em http://janeladaminharua.blogspot.com... em breve será lançado o livro de poesia "Quem sou eu?", que terei o prazer de lhe oferecer um exemplar.

Dilma Damasceno

27 de set de 2007 17:43:00  
Anonymous Beth said...

Syl e Fernando
Parabéns pelo excelente trabalho.
Fico aqui imaginando onde está o "poeta" enquanto suas mãos percorrem o papel delineando letras, formando palavras e frases que nos tocam tão fundo a alma.
O que lhes desejo é P A Z !!!
beijos meus
Beth

2 de out de 2007 22:23:00  

Postar um comentário

<< Home