segunda-feira, 6 de agosto de 2007

HeinrichFueger_Prometheus.brings.fire.to.mankind


« A Loucura do Poeta »

Fernando Peixoto

Que a voz do Poeta não se cale
Que os olhos do Poeta não se fechem
Que os seus versos sejam a sirene
Que alerta toda a gente à sua volta
Que o poema seja o grito inconformado
Dos braços que se erguem na revolta
Contra os braços curvados e a cerviz
Submissa ao peso da opressão
Que o poema seja sempre vertical
Um relâmpago enorme em noite escura.
Que o Poema seja uma canção
E rasgue o medo em mil pedaços
Com versos de amor e de ternura
Espalhados por mil bocas e mil braços.
Que o Poeta seja mais que um ser humano
E que tanja a lira do seu canto
Elevando a Poesia até ao céu
E que entregue aos homens o seu Fogo
Assumindo o papel de Prometeu.

Quando o Poeta escreve por Amor
A palavra torna-se a armadura
Com que o Homem vence a própria dor
E destrói o vírus da amargura.

É louco, o Poeta? Deixem lá:
O mundo precisa da loucura.

FERNANDO PEIXOTO




9 Comments:

Anonymous Clio said...

Seja essa LOUCA SANIDADE o Norte seguro que aos Poetas é dado "perceber", "compartilhar" e "usufruir"... Parabéns. Clio

6 de ago de 2007 21:41:00  
Blogger Poemas e Cotidiano said...

Fernando!
Que maravilha de poesia. Lindas palavras, costuradas com muita arte!
Amei esses versos:
"Quando o Poeta escreve por Amor
A palavra torna-se a armadura
Com que o Homem vence a própria dor
E destrói o vírus da amargura"

Muito lindo! Voce escreve tao bem!
Abracos carinhosos,
MARY

6 de ago de 2007 22:58:00  
Anonymous Vera Mussi said...

Querido Poeta Fernando

A loucura de um poeta trouxe à tona o limiar da sensatez !
A proverbial perspicácia trouxe a sua poesia o contorno da lucidez !
Parabéns!
Abraços
Vera

6 de ago de 2007 23:51:00  
Anonymous Em�lia said...

� Fernando, o mundo precisa conviver com a "loucura" do poeta e,com ela, exercitar e aprender a amar, sofrer, esperar, calar, sentir e VIVER!

7 de ago de 2007 10:33:00  
Anonymous Fernando Peixoto said...

Às amigas e aos amigos:
Obrigado pelas vossas palavras que eu sei também (e sobretudo) influenciadas pelo carinho que me dedicam...
Também não posso deixar de agradecer à Sylvia, que «posta» estas coisas com uma sensibilidade rara.
UM ENORME ABRAÇO
FERNANDO PEIXOTO

7 de ago de 2007 15:57:00  
Anonymous Vera Mussi said...

Fernando um VIVA festivo à sua competência literária , com carinho sim !
À Sylvia a VITÓRIA do carinho que ela dedica aos amigos.

Agradeço o " recado " que ora recebo com o coração emocionado !

Beijos a ambos !
Vera

7 de ago de 2007 17:12:00  
Blogger Zé Carlos said...

Querido Fernando, faço um convite que este Poeta com toda sua Loucura faça um estágio aqui em nossa terra, para tentar mesmo que aos berros acordar a pátria amada Brasil...
Abraço

8 de ago de 2007 08:20:00  
Blogger Filipe said...

A poesia tempera a vida...
O mundo visto pela veia poética é maravilhoso....


Cumprimentos

Filipe Santos

8 de ago de 2007 20:51:00  
Blogger De Amor e de Terra said...

É verdade meus queridos amigos, o mundo precisa da loucura...
há por aí tanta gente sã que arrasa tudo, corpo e alma, que somente os loucos se devam salvar...

Está um Poema com a enorme qualidade a que o Autor nos habituou.
Um beijo de muita Amizade da

Maria Mamede

9 de ago de 2007 12:03:00  

Postar um comentário

Links to this post:

Criar um link

<< Home